Difference: AndréFigueiredo2011 (1 vs. 3)

Revision 331 Jan 2012 - VanderluciaCruz

Line: 1 to 1
 
META TOPICPARENT name="GeolMono20112"
Fácies Carbonáticas e Potencial Reservatório da Formação Salitre Neoproterozóica, na Bacia de Irecê-Bahia, Brasil - André Lyrio de Carvalho Figueiredo (2011.2)

Revision 216 Jan 2012 - VanderluciaCruz

Line: 1 to 1
 
META TOPICPARENT name="GeolMono20112"
* Fácies Carbonáticas e Potencial Reservatório da Formação Salitre Neoproterozóica, na Bacia de Irecê-Bahia, Brasil -* André Lyrio de Carvalho Figueiredo (2011.2)

Revision 111 Jan 2012 - VanderluciaCruz

Line: 1 to 1
Added:
>
>
META TOPICPARENT name="GeolMono20112"
* Fácies Carbonáticas e Potencial Reservatório da Formação Salitre Neoproterozóica, na Bacia de Irecê-Bahia, Brasil -* André Lyrio de Carvalho Figueiredo (2011.2)

Banca: Prof. Dr. Cícero da Paixão Pereira - ANP/UFBA - Orientador, Prof. Msc. Roberto Rosa - IGEO/UFBA e Petrobrás, Prof. Msc. Félix Ferreira de Farias - IGEO/UFBA

Resumo: A Bacia de Irecê é composta por uma sequência sedimentar carbonática depositada no contexto de um mar epicontinental em ambiente marinho raso. Esta sequência é constituída pela Formação Salitre, de idade Proterozóica Superior, que é subdividida neste trabalho em três unidades litofaciológicas informais: Nova América, Jussara e Irecê. Estas foram estudadas em campanha de campo e caracterizadas macroscopicamente e petrologicamente, com interpretação ambiental para cada uma delas. Na Unidade Nova América, foram encontradas ocorrências de laminitos microbias, calcarenitos e bioconstruções estromatolíticas. Já a Unidade Jussara foi caracterizada predominantemente pela presença de calcarenitos oncolíticos intraclásticos, além de bioconstruções trombolíticas, enquanto a Unidade Irecê, comumente constituída por interestratificações de calcilutitos e margas, foi interpretada como a sequência litofaciológica relativamente mais profunda da Formação Salitre. Com o objetivo do estudo da potencialidade destas unidades litofaciológicas, em termos de possíveis reservatórios para acumulação de hidrocarbonetos, enfatizando a importância da porosidade e das feições diagenéticas nestas litologias, pode-se dizer que as bioconstruções estromatolíticas da Unidade Nova América apresentam os valores mais significativos em termos de porosidade. Já os calcarenitos das Unidades Nova América, Fazenda Recife e Jussara, apesar de serem considerados um dos tipos mais comuns de reservatórios, apresentam valores de porosidade baixos ou ausentes, provavelmente devido a obliteração dos poros pelos processos diagenéticos. O mesmo ocorre para as bioconstruções trombolíticas da Unidade Jussara. Apesar da baixa porosidade da maioria destas litofácies carbonáticas, o que impulsiona esta pesquisa é o fato de existirem bacias, no Brasil e no mundo, de idades semelhantes, que possuem reservas comerciais de hidrocarbonetos.

Palavras-chave: Bacia de Irecê, Formação Salitre, unidades litofaciológicas, reservatórios
 
This site is powered by the TWiki collaboration platformCopyright &© by the contributing authors. All material on this collaboration platform is the property of the contributing authors.
Ideas, requests, problems regarding TWiki? Send feedback