Difference: AndreSantos2008 ( vs. 1)

Revision 101 Nov 2010 - Main.JoaquimLago

Line: 1 to 1
Added:
>
>
META TOPICPARENT name="GeolMono20082"
Geologia, petrografia e evolução metamórfica das rochas meta-komatiíticas da Unidade Inferior do Greenstone belt de Umburanas, Bahia, Brasil - Andre Luis Dias Santos (2008.2)

Banca: Profa. Dra. Ângela Beatriz de Menezes Leal - IGEO/UFBA - Orientadora, Prof. Dr. Luiz Rogério Bastos Leal - IGEO/UFBA, MSc. Violeta de Souza Martins Borges - CBPM

Resumo: O objetivo deste estudo é a caracterização litofaciológica dos sedimentos da Formação Salvador que afloram nas proximidades do Forte de Nossa Senhora de Mont Serrat, no bairro da Ribeira em Salvador, na parte sul da Bacia do Recôncavo. Neste afloramento, esta formação é constituída por intercalações de níveis de conglomerados, arenitos e lamitos. Os conglomerados são polimíticos, formados basicamente por clastos de constituintes do Alto de Salvador (mais velhos) e, por extraclastos de carbonatos da Formação Estância (mais novos), com granulometrias que variam de grânulo a matacão. Podem ser observados ortoconglomerados e paraconglomerados, com matriz areia grossa e, em muitos é observada grano-decrescência ascendente em seus estratos. Em lâmina os carbonatos da Formação Estância são classificados como: Doloespatito/Microdoloespatito totalmente dolomitizados, Calcarenito espático oncolítico neomorfizado e dolomitizado, e, Calcilutito peloidal neomorfizado. Os níveis de arenitos ocorrem como camadas decimétricas a centimétricas, com S0 N125/30SE e N164/20SE, apresentam coloração bege-amarelada, e exibem estruturas do tipo escape de fluidos, tipo Dish, dobras convolutas, estruturas que revelam altas concentrações de fluidos no seu ambiente deposicional. Como estruturas deformacionais, algumas camadas exibem dois sistemas de fraturas contemporâneas, N100/85SW e N145/85SW. Também foram observadas nos níveis de arenito, Shear Band s ou bandas de deformação, onde em algumas foi encontrado possível óleo biodegradado. Petrograficamente são classificados, segundo Folk (1970) como: sub-arcósio a sub-arcósio calcítico. Níveis de lamito cinza-esverdeado ocorrem entre camadas de conglomerado, geralmente apresentam-se bastante intemperizados, dificultando a identificação de suas estruturas primárias. Na determinação das paleocorrentes, a partir da medida do eixo menor dos clastos, eixo Z, observa-se que os conglomerados constituídos por clastos do embasamento apresentam paleocorrente com orientação sudoeste enquanto que, os conglomerados que apresentam clastos da Fm. Estância indicam apresentam paleocorrentes com orientação sul e sudoeste. Essas informações indicam que as fontes dos sedimentos estavam, respectivamente, a NE e a NNE da posição atualmente ocupada pelos pacotes sedimentares.
 
This site is powered by the TWiki collaboration platformCopyright &© by the contributing authors. All material on this collaboration platform is the property of the contributing authors.
Ideas, requests, problems regarding TWiki? Send feedback