Difference: Iasminesouza20131 ( vs. 1)

Revision 125 May 2014 - Main.JoaquimLago

Line: 1 to 1
Added:
>
>
META TOPICPARENT name="GeolMono20132"
Associações de fácies e evolução estratigráfica de uma seção deltaica da Formação Pojuca, Membro Santiago, Campo de Miranga, Bacia do Recôncavo, Bahia, Brasil. Iasmine Maciel Silva Souza (2013.2)

Banca: Profa. Dra. Olívia Maria Cordeiro de Oliveira - IGEO/UFBA –Orientadora, Geólogo Paulo da Silva Milhomem - Petrobras – Co Orientador, Prof. Cícero da Paixão Pereira - IGEO/UFBA, Geólogo MSc. Rodrigo Waldemar de Freitas – Petrobras.

Resumo: Nesta monografia discutem-se as fácies, associações de fácies e o contexto paleoambiental e estratigráfico de uma seção deltaica amostrada por testemunhos, no Campo de Miranga, compartimento central da Bacia do Recôncavo. A Bacia do Recôncavo situa-se no estado da Bahia, nordeste do Brasil, constituindo a porção meriodional de um sistema de riftes intracontinentais, denominado Recôncavo-Tucano-Jatobá. Sua evolução relaciona-se aos esforços distensionais que resultaram na abertura do Oceano Atlântico, durante o Eocretáceo, tendo sido preservada como um ramo abortado durante este processo, na margem Leste do Brasil. A arquietura da bacia é a de um meio-graben orientado na direção NE-SW e preenchido, entre o Berriasiano e o Aptiano, por sedimentos lacustres, deltaicos e fluviais, configurando uma tendência progressiva de assoreamento relacionada à atenuação da atividade tectônica, a partir de uma fase lacustre inicial, com maiores taxas de subsidência. A seção analisada ilustra uma etapa intermediária deste processo, quando se desenvolveram registros cíclicos caracterizados por progradações deltaicas e transgressões lacustres, em uma fase de relativa quiescência tectônica. Estes registros compõem a Formação Pojuca e o principal episódio progradacional desta unidade constitui o Membro Santiago, objeto deste trabalho. O estudo compreendeu a análise de 100,65 metros de testemunhos de dois poços situados na porção leste do Campo de Miranga. Foram identificadas vinte e três fácies, agrupadas em cinco associações de fácies relacionadas aos subambientes lacustre, de prodelta, frente deltaica distal, frente deltaica proximal e planície deltaica. Os depósitos deltaicos foram relacionados a um trato de sistemas de lago baixo de terceira ordem. Com base na correlação de perfis elétricos e na sucessão de fácies observada, foram ainda identificados três ciclos menores, de quarta ordem, com variações laterais relacionadas a processos autocíclicos.

Palavras-chave: Recôncavo, Membro Santiago, Deltas, Associações de fácies.

 
This site is powered by the TWiki collaboration platformCopyright &© by the contributing authors. All material on this collaboration platform is the property of the contributing authors.
Ideas, requests, problems regarding TWiki? Send feedback