Difference: MateusOceano20121 ( vs. 1)

Revision 118 Jul 2013 - Main.IsabelBarros

Line: 1 to 1
Added:
>
>
META TOPICPARENT name="OceanoMono20121"
Comportamento da Maré Meteorológica com foco no papel das frentes Frias no litoral brasileiro. - Mateus de Oliveira Lima (2012.1)

Banca: Prof. Dr. Mauro Cirano - IF/UFBA - Orientador, Prof. Dr. Clemente Augusto Souza Tanajura - IF/UFBA, Prof. Dr. Gulherme Camargo Lessa - IGEO/UFBA

Resumo: Este trabalho investiga o comportamento da maré meteorológica ao longo do litoral brasileiro com relação à entrada de frentes frias desde a região Sul até a região Nordeste do país. Uma climatologia mensal de sistemas frontais para 12 estações ao longo do litoral brasileiro desde o ano de 1996 até 2010 foi realizada, assim como, um modelo conceitual abordando as relações entre a elevação da superfície do mar subinercial e a tensão do vento paralela à costa com a entrada de frentes frias. O modelo conceitual de influência da penetração de frentes frias sob a maré meteorológica incluiu a estatística básica da elevação da superfície do mar subinercial e da tensão do vento paralela à costa, a resposta espectral entre estas duas séries temporais e a influência dos fenômenos interanuais El Niño e La Niña. Com a climatologia de frentes frias foi possível observar a diminuição da ocorrência de sistemas frontais com o deslocamento para latitudes mais baixas, bem como, o padrão sazonal de penetração de frentes frias em cada região do país. No modelo conceitual apenas as oscilações positivas da elevação da superfície do mar de baixa frequência foram estudadas, já que estas representaram 86% das oscilações em todas as estações maregráficas. A maré meteorológica positiva para o litoral brasileiro desde Rio Grande a Salvador apresentou uma diminuição da amplitude e um aumento no tempo de resposta das frentes frias sob a elevação subinercial com o deslocamento para a região nordeste do país. Após a entrada de sistemas frontais foi observado o aumento da componente Sul da tensão do vento paralela à costa, que favoreceu o empilhamento de água na costa devido ao transporte de Ekman. A análise espectral no domínio da frequência entre as séries temporais de vento e elevação apresentaram a dominância do espectro nas faixas de frequência relativas aos períodos de 5 a 9 dias e 2 a 4 dias. Os fenômenos interanuais El Niño e La Niña não apresentaram grandes alterações na quantidade de sistemas frontais que atingiram a região Sul e Sudeste do litoral brasileiro, porém em Salvador foi notável a maior quantidade de sistemas frontais em anos de La Niña em comparação com anos normais e de El Niño. Para a região Sudeste mais eventos extremos ocorreram em anos de El Niño em comparação com anos normais e de La Niña, enquanto que nas regiões Sul e Nordeste não foi possível observar uma relação entre os eventos extremos e os eventos ENOS devido ao curto período de dados.

Palavras chave: Maré meteorológica, frente fria, fenômenos interanuais.

-- IsabelBarros - 18 Jul 2013

 
This site is powered by the TWiki collaboration platformCopyright &© by the contributing authors. All material on this collaboration platform is the property of the contributing authors.
Ideas, requests, problems regarding TWiki? Send feedback