Difference: ThiagoQueiroz2011 ( vs. 1)

Revision 128 Mar 2012 - VanderluciaCruz

Line: 1 to 1
Added:
>
>
META TOPICPARENT name="GeolMono20112"
Mapeamento Geológico, Petrografia, Aspectos Litogeoquímicos e Geofísicos dos Granulitos da Região de Lajedo do Tabocal: uma Contribuição a Geologia da Folha Maracás (Sd.24-V-D-I), Bahia. - Thiago Drumond Assis de Queiroz (2011.2)

Banca: Prof. Dr. Johildo Salomão Figueiredo Barbosa - Orientador - IGEO/UFBA, Dr. Erôn Pires Macêdo - CBPM, Profa. Dra. Amalvina Costa Barbosa - IGEO/UFBA

Resumo: O presente trabalho é o resultado do mapeamento geológico da porção leste da Folha Maracás (SD.24-V-D-I), a qual está inserida na região granulítica do sulsudeste da Bahia, e engloba, no seu contexto, rochas Arqueanas- Paleoproterozoicas de alto grau metamórfico do Bloco Jequié. Neste trabalho foram identificadas seis unidades geológicas, são elas: (i) granulitos heterogêneos paraderivados (SCG), composto por paragnaisses com bandas básicas e félsicas quartzo-feldspáticas, quartzitos com ou sem granada e granulitos aluminomagnesianos (kinzigitos); (ii) granulitos heterogêneos migmatíticos (CH7), formados por rochas charnockíticas a charnoenderbíticas, com protólitos de caráter peraluminoso, subalcalino com tendência cálcio alcalina de intermediário potássio, cujas litogeoquímicas permitiram subdividi-las em três tipos; (iii) granulitos heterogêneos ortoderivados (CHO), composto por rochas charnockíticas e charnoenderbíticas com protólitos peralcalino e subalcalino; (iv) granulitos enderbíticos-charnockíticos (CH1) representados por charnoenderbitos e charnockitos, com protólitos peraluminosos a metaluminosos e subalcalino do tipo cálcio-alcalino de médio K; (v) granulitos augen -charnoenderbíticos-charnockíticos (CH4) compostos por rochas charnockíticas, com protólitos de caráter metaluminoso, subalcalino com um trend cálcio-alcalino de médio potássio e; (vi) depósitos detríticos recentes (NQd), correspondendo a sedimentos semiconsolidados mal selecionados. Análises aerogeofísicas gamaespectrométricas e magnéticas permitiram a melhor identificação de contatos litológicos e observações acerca das estruturas regionais e locais, cujas conclusões foram advindas da individualização de três zonas gamaespectrométricas (ZG) e seis zonas magnéticas (ZM).

Palavras-chave: Mapeamento geológico; petrografia; litogeoquímica; granulitos; Bloco Jequié; Bahia.
 
This site is powered by the TWiki collaboration platformCopyright &© by the contributing authors. All material on this collaboration platform is the property of the contributing authors.
Ideas, requests, problems regarding TWiki? Send feedback