CETAD UFBA

"As drogas, mesmo o crack, são produtos químicos sem alma: não falam, não pensam e não simbolizam. Isto é coisa de humanos. Drogas, isto não me interessa. Meu interesse é pelos humanos e suas vicissitudes."
Antonio Nery Filho

Sentidos produzidos acerca do consumo de substâncias psicoativas por usuários de um programa público

por CRIVES, Miranice Nunes dos Santos  e  DIMENSTEIN, Magda. em

« Voltar

Autor Ano Local de Publicação Local TemaSorted descending
CRIVES, Miranice Nunes dos Santos  e  DIMENSTEIN, Magda. 2003 Rio Grande do Norte e Rio de Janeiro Natal - RN

Instituição de Origem Estado Instituição Instituição Responsável
Saúde e Sociedade São Paulo Faculdade de Saúde Pública, Universidade de São Paulo. Associação Paulista de Saúde Pública.

Formato da Obra Formato Disponível Número de Páginas Idioma
Artigo em Magazine Texto integral 12 Português

Resumo

Este trabalho objetiva discutir os sentidos produzidos acerca do consumo de substâncias psicoativas por usuários do Programa de Prevenção e Tratamento de Alcoolismo e outras Dependências, implantado, em 1993, no ambulatório do Centro de Saúde de Pirangi da Secretaria Municipal de Saúde de Natal/RN. Foram realizadas 14 entrevistas com usuários de quatro categorias: em tratamento; de alta; os que entraram no programa de forma voluntária; os que entraram de forma compulsória. As falas foram analisadas segundo a perspectiva da análise do discurso. Os resultados indicam que as substâncias mais consumidas são o álcool e a maconha. Os fatores motivadores do uso de drogas são: a) fuga dos problemas; b) curiosidade; c) influência dos amigos; d) insatisfação com a vida; e) busca de prazer e fraqueza pessoal; sinalizando a complexidade e a multideterminação do uso de drogas. O uso de drogas, para os usuários, apresenta tanto um sentido negativo, associado aos danos físicos e sociais decorrentes do uso, quanto um sentido positivo, relacionado com a sensação de bem-estar sentida e "esquecimento" e fuga dos problemas. Outro aspecto observado nas entrevistas revela representações construídas socialmente em torno das pessoas que usam drogas, tidas como "marginais", "fora da lei", prevalecendo uma visão punitiva e discriminatória da questão.

Palavras Chave Produção de sentido, Uso de drogas, Usuários, Programa público
Link Artigo
Referência para Citação CRIVES, Miranice Nunes dos Santos  e  DIMENSTEIN, Magda. Sentidos produzidos acerca do consumo de substâncias psicoativas por usuários de um programa público. Saude soc.[online]. 2003, vol.12, n.2, pp. 26-37. ISSN 0104-1290.
Observação Material linkado com o banco de dados do Scielo.


create new tag

Contador de visitas grátis

Pressione Enter para enviar a busca.

Logar