Mapeamento e geologia estrutural das rochas do setor oeste do Farol de Itapuã, Salvador, BA: cinturão Salvador-Esplanada, Cráton do São Francisco . Eduardo Luiz Vieira Carrilho (2013.1)

Banca: Profª. Drª. Simone Cerqueira Pereira Cruz - IGEO/UFBA - Orientadora, Profa. Dra. Jailma Santos de Souza - IGEO/UFBA - Co-orientadora.

Resumo: A área de estudo está inserida no Cinturão Salvador-Esplanada, segmento oriental do Orógeno Itabuna-Salvador-Curaçá pertencente à porção setentrional do Cráton do São Francisco. A exiguidade de estudos científicos efetuados nesse cinturão incentivou a busca pelo seu conhecimento geológico. Com isso, foram executados trabalhos de mapeamento geológico e análise estrutural no setor oeste do Farol de Itapuã onde afloram rochas de alto grau metamórfico com objetivo geral de contribuir com o entendimento da geologia do Cinturão Salvador-Esplanada. Como objetivos específicos, tem-se: (i) identificar e classificar os litotipos que ocorrem no lado leste do Farol de Itapuã; (ii) inventariar o arcabouço estrutural da área e as relações estruturais entre as unidades aflorantes; e (iii) propor um modelo geológico evolutivo para a área de trabalho. A partir dos estudos efetivados em campo foram cartografados os seguintes litotipos: (i) paragnaisses migmatíticos metatexíticos e diatexíticos; (ii) ortognaisse ( augen milonito); (iii) granodiorito; (iv) granitoides diversos; (v) encraves microgranulares máficos; (vi) diques máficos; e (vii) rochas carbonáticas, terrígenas e sedimentos recentes. Duas fases deformacionais compressivas foram identificadas e denominadas Dn e Dn+1. A fase Dn foi subdividida nos estágios Dn’, Dn” e Dn”’, progressivos. As relações de campo sugerem que a migmatização ocorreu no estágio Dn”’. Essas fases estão relacionadas com a orogênese riaciana-orosiriana que estruturou o Cinturão Salvador-Esplanada, Orógeno Itabuna-Salvador-Curaçá, Cráton do São Francisco.

Palavras-chave: Cinturão Salvador-Esplanada; migmatito; zonas de cisalhamento.