Rochas evaporíticas e sua caracterização através de perfis em poços de petróleo. Eloísa Costa de Britto (2013.1)

Banca: Prof. MSc. Roberto Rosa da Silva - Petrobras e IGEO/UFBA – Orientador, Prof. Dr. Carlson de Matos Maia Leite - IGEO/UFBA e Petrobras, MSc. Flávio Miranda de Oliveira – Petrobras.

Resumo: Foram realizados levantamentos bibliográficos para compreender e caracterizar os sais pertencentes a um grupo de rochas sedimentares chamadas de evaporitos, depositados por evaporação da água do mar, e formados em bacias fechadas sujeitas ao clima árido. Do ponto de vista exploratório, a presença dessas rochas nas bacias sedimentares aumenta as chances de sucesso, tendo o sal como importante significado econômico devido seu papel no trapeamento de petróleo. Em razão das propriedades físicas e químicas dos evaporitos, o comportamento dessas rochas são bem distintas das rochas siliciclásticas. Entretanto, grande variedade de tipos de sais formadores das rochas evaporíticas, mas devido a solubilidade, apenas alguns sais possuem suas camadas preservadas na bacia. Os principais evaporitos encontrados nas bacias são formados em ordem de precipitação pelos sais de gipsita, jianidrita, halita, carnalita, silvinita e traquidrita. Contudo, a identificação de tais sais através da recuperação de testemunhos e amostras de calha é muitas vezes inviabilizada devido às propriedades peculiares dessas rochas, sendo então as ferramentas de perfilagem as mais adequadas para caracterização dos evaporitos. São utilizados na caracterização de evaporitos principalmente os perfis de raios gama, resistividade, densidade, neutrão, sônico e caliper.

Palavras-chave: evaporitos; sais; caracterização; perfis.