Folhelhos com Gás da Formação Barnett, Texas, EUA - Um Exemplo de Reservatório Não Convencional - Gildegleice Barcelar das Virgens (2011.1)

Banca: Prof. Msc. Roberto Rosa da Silva - IGEO/UFBA e Petrobras - Orientador, Prof. Dr. Doneivan Fernandes Ferreira - IGEO/UFBA, Prof. Dr. Carlson Matos Maia Leite - IGEO/UFBA e Petrobras

Resumo: Diante da atual demanda energética no mundo, a busca por novos reservatórios de petróleo e gás se estende até àqueles anteriormente considerados com economicamente inviáveis. Esses denominados reservatórios não convencionais representam hoje em muitos países o caminho para a independência energética.
Os reservatórios não convencionais possuem características petrofísicas particulares que impossibilitam o hidrocarboneto acumulado de poder ser extraído por processos simples de recuperação, necessitando assim de um estágio tecnológico de desenvolvimento avançado.
Diante deste desafio este trabalho propõe o entendimento dos fatores que afetam a distribuição e desempenho da produção dos principais reservatórios não convencionais a exemplo dos reservatórios de metano em camadas de carvão, arenitos com baixa permeabilidade, hidratos de Metano, reservatórios de óleo pesado e de gás em folhelhos.
Com o foco principal de estudo na análise do reservatório de gás em folhelho da Formação Barnett, localizado na bacia de Fort Worth no Texas, EUA, este trabalho apresenta as principais características desse reservatório como seu contexto geológico, características petrofísicas, geoquímicas e modelo de produção. Evidenciando a viabilização e incorporação de novos recursos para a manutenção da cadeia petrolífera/gaseífera depende da ampliação de pesquisas e desenvolvimento tecnológico nessa área.

Palavras-chave: Reservatórios não convencionais, gás em folhelho, Formação Barnett.