Estudos de fraturas e diagênese em folhelhos produtores de hidrocarboneto do Membro Gomo da Formação Candeias, bacia do Recôncavo: correlação tipos de fraturas X evolução diagenética- Laura Silveira de Oliveira (2012.1)

Banca: Prof. Dr. Carlson de Matos Maia Leite - IGEO/UFBA e PETROBRAS - Orientador, Geólogo Argemiro de Paula Garcia Filho - PETROBRAS, Prof. MSc. Roberto Rosa da Silva - IGEO/UFBA e PETROBRAS

Resumo: Este trabalho resulta de análises macro e microscópicas dos folhelhos fraturados do Membro Gomo - Formação Candeias, Bacia do Recôncavo. A seção estudada compreende aproximadamente 350m de testemunhos, dos quais foram confeccionadas 19 lâminas delgadas. Corresponde a uma zona de produção aracterizada por reservatórios não convencionais da Formação Candeias, no campo homônimo. Foram enfocadas as feições sedimentológicas e estruturais e a evolução diagenética dos minerais visando relacioná-las aos diferentes tipos de fraturas. Desta forma, a monografia objetiva possibilitar uma indicação de intervalos de interesse para produção nesses reservatórios do Membro Gomo, no que se refere a espaços porosos significativos. Os minerais eodiagenéticos identificados são esmectita, pirita e cimento calcítico. Na mesodiagênese se formaram fosfato, ilita-esmectita, barita, ilita, dolomita e quartzo, além da calcita que continuou cimentando a rocha. As fraturas também são diagnósticas dessa fase. Foram identificados dois principais tipos de fraturas: as fraturas abertas mineralizadas (veios e fraturas parcialmente mineralizadas), que cortam todo o arcabouço; e as abertas não mineralizadas, tardias, que truncam as demais fraturas. As fraturas abertas mineralizadas são preenchidas por calcita e barita fibrosas que, localmente, podem apresentar substituição por dolomita ou calcita blocosa. Observou-se também que as fraturas abertas e parcialmente mineralizadas são as mais favoráveis à acumulação de fluidos, pois os minerais formados criam condições de retenção desses fluidos nas paredes de seus cristais, além de representarem importantes espaços porosos. Sua maior população foi então relacionada ao intervalo mesodiagenético profundo, quando a dolomitização do cimento promoveu uma maior rigidez da rocha e propagação de novas fraturas abertas.

Palavras-chave: Membro Gomo, Campo de Candeias, fraturas, diagênese, reservatórios fraturados. -- IsabelBarros - 16 Oct 2012