Estratigrafia de Sequências na Formação Açuruá nas Proximidades de Guiné, Chapada Diamantina, Ba - Valter Oliveira Rebouças (2011.1)

Banca: Msc. Antônio Jorge Campos Magalhães - Petrobras - Orientador, Prof. Dr. Roberto Rosa da Silva - IGEO/UFBA e Petrobras, Msc João de Deus Souto Filho - Petrobras

Resumo: O objetivo deste trabalho é realizar a análise estratigráfica de seções geológicas na Formação Açuruá, a partir do reconhecimento e delimitação de padrões de empilhamento em afloramentos, bem como da identificação de superfícies estratigráficas. A análise estratigráfica das seções geológicas foi realizada com base nos conceitos da Estratigrafia de Sequências, interpretando superfícies estratigráficas e tratos de sistemas em escala de afloramentos. Foram caracterizados também conjuntos de parassequências e uma sequência estratigráfica genética. A Formação Açuruá foi identificada como pertencente a um trato de sistemas de nível alto. Levantamentos com esta abordagem e restrito a Formação Açuruá não foram realizados até então devido ao fato destas rochas não conterem recursos minerais e energéticos que justifiquem maior suporte e investimentos. Entretanto, o cunho científico deste trabalho é válido, pois tais rochas podem ser consideradas análogas de reservatórios para exploração e explotação de hidrocarbonetos, além de esclarecer mais sobre a sedimentação no Supergrupo Espinhaço na região da Chapada Diamantina.

Palavras-chave: Superfícies Estratigráficas, Estratigrafia de Sequências, Formação Açuruá.