Difference: RelatórioFinal2007 (1 vs. 2)

Revision 225 Aug 2008 - GessicaAragao

Line: 1 to 1
 
META TOPICPARENT name="GéssicaAragão"
Changed:
<
<

Relatório Final

>
>

Relatório Final

 

Resumo

<-- @page { margin: 2cm } P { margin-bottom: 0.21cm } -->

Revision 125 Aug 2008 - GessicaAragao

Line: 1 to 1
Added:
>
>
META TOPICPARENT name="GéssicaAragão"

Relatório Final

Resumo

<-- @page { margin: 2cm } P { margin-bottom: 0.21cm } -->

Esta pesquisa busca compreender as potencialidades e os processos de inserção das tecnologias livres no contexto educacional, bem como analisar a filosofia do software livre e sua relação com a educação, a partir do denominado fenômeno da Web 2.0, onde elementos multimídias podem mais facilmente serem incorporados aos processos educacionais. Para tal, foi investigado através de uma pesquisa documental e bibliográfica, o uso e as possibilidades das licenças criativas que trazem, além da democratização da informação novas possibilidades para a intensificação da relação da educação com as culturas e dessas com as tecnologias contemporâneas. Essa pesquisa teórica foi acompanhada de um intenso processo de experimentação de uso das tecnologias em ambientes educacionais, tomando-se como campo de experimentação a Faculdade de Educação da UFBA. Como principais resultados podem ser apontados a aquisição de novos conhecimentos sobre os processos de inserção das TIC no contexto social brasileiro, em especial no contexto escolar, e sobre as experiências de uso da Web 2.0 na educação, divulgação e participação nos Movimentos Software Livre, Creative Commons e Rádios Livres, bem como sobre as políticas de conectividade das escolas públicas brasileiras.

Introdução

O projeto Políticas Públicas Brasileiras em Educação e Tecnologia da Informação e Comunicação: o papel das tecnologias livres tem como objetivo “analisar as políticas públicas brasileiras e as possibilidades de uso do software livre na educação, com especial ênfase para as novas possibilidades trazidas pelas licenças criativas ( Creative Commons) e a interação com a educação, particularmente para a educação a distância (Ead)”. Em conformidade com esse objetivo, o plano de trabalho Tecnologias Livres: a construção do commons e a educação busca compreender as finalidades e os processos de inserção das tecnologias de informação e comunicação no contexto social brasileiro, estudar e aplicar as tecnologias livres nos ambientes educacionais, especialmente através da chamada Web 2.0, aprofundar os estudos a respeito da filosofia do software livre e do Creative Commons com a finalidade de analisar suas contribuições para o processo educativo, além de analisar a documentação relativa aos programas brasileiros que visam a implantação de softwares livres na administração federal, com especial enfoque para o campo da educação e também as políticas de conectividade das escolas visando o uso da web 2.0 e os recursos multimídias.

Materiais e métodos

Para se chegar aos objetivos propostos foi realizada uma pesquisa documental e bibliográfica, utilizando basicamente a internet, além de leituras de livros, dissertações, teses e artigos científicos. As principais fontes para essa pesquisa foram os portais de periódicos da Capes e Domínio Público, além de publicações oficiais, autores reconhecidos da área de software livre e licenciamento criativo relacionando esse conjunto de reflexões com a educação e as políticas publicas de conectividade.

Resultados

  • Aquisição de novos conhecimentos acerca dos processos de inserção das tecnologias de informação e comunicação no contexto social brasileiro, em especial no contexto escolar;

  • Aquisição de novos conhecimentos sobre as experiências de uso da Web 2.0 na educação

  • Levantamento de dados sobre as políticas de conectividade das escolas públicas brasileiras

  • Divulgação das tecnologias livres pesquisadas em comunidades educacionais

  • Divulgação e participação nos Movimentos Software Livre, Creative Commons e Rádios Livres;

  • Artigo científico (Software Livre e Educação – em elaboração) e de divulgação sobre o rádio e as tecnologias livres.

Discussão

<-- @page { margin: 2cm } P { margin-bottom: 0.21cm } -->
<-- @page { margin: 2cm } P { margin-bottom: 0.21cm } -->

O trabalho realizado nessa pesquisa, aprofundamento dos estudos sobre software livre e licenciamento criativo (Creative Commons) relacionados à educação, bem como aquisição de novos conhecimentos acerca do processo de inserção das TIC, especialmente no contexto escolar. Além disso, os estudos sobre as experiências de uso da web 2.0 na educação, possibilitaram um maior aprofundamento na filosofia do software livre e suas contribuições para educação, enfatizando a lógica de colaboração, de inteligência coletiva (Lèvy, 2005), em vez de seguir a lógica atual, que persiste em tentar transformar conhecimento em mercadoria. O uso dessas tecnologias livres no processo educativo potencializa a criatividade dos educandos e educadores, dando a estes a possibilidade de tornarem-se autores do seu próprio processo de formação, deixando de simplesmente estar em sala de aula somente para distribuir e receber informações, mas também para produzir conhecimentos, ressignificá-los e refletir sobre sua própria formação e prática docente.

Com base nessas discussões e estudos, foi possível desenvolver o que foi proposto pelo orientador e realizar os estudos previstos, numa perspectiva de analisar como as tecnologias livres e sua forma de licenciamento criativo contribuem para o processo educativo, visando a autonomia dos educandos e sua atuação de forma crítica na sociedade atual, onde as TIC se tornam cada vez mais presentes e fazem parte do cotidiano.

Outro ponto a destacar nesse trabalho foi a possibilidade de experienciar os estudos realizados sobre essa temática com a monitoria da disciplina Polêmicas Contemporâneas, trabalhando especificamente com produção de material de áudio, usando o software livre audacity (http://audacity.sourceforge.net). As discussões realizadas nas disciplina eram transmitidas pela Rádio Faced Web e o material produzido também era veiculado pela mesma rádio web.


Por fim, a referida pesquisa sinalizou para a necessidade de analisar como o licenciamento criativo (Creative Commons) contribui para a difusão do conhecimento científico, necessidade esta que resultou no surgimento de uma nova pesquisa, a ser desenvolvida no período 2008-2009, já aprovada pelo Comitê do PIBIC.

Atividades realizadas no período

Pesquisa documental e bibliográfica a respeito da temática pesquisada – nessa pesquisa foram identificadas e analisadas várias publicações sobre software livre e licenciamento criativo relacionados à educação, que foram a base da pesquisa realizada. Nessa atividade, a maior dificuldade foi encontrar publicações a respeito web 2.0 relacionada à educação, por se tratar de um tema recente.

Transmissões e produções de conteúdo para a Rádio Faced Web – essa experiência possibilitou a visualização do potencial do uso educacional do rádio, através de tecnologias livres e licenciamento flexível (C reative Commons).

Participação nas disciplinas EDC 287 - Educação e Tecnologias Contemporâneas – a participação nessa disciplina possibilitou a visualização das possibilidades educacionais do rádio e da web 2.0 e auxiliou no enriquecimento do estudo a respeito das políticas públicas para o uso do software livre.

Monitoria da disciplina EDC 321/383 – Polêmicas Contemporâneas - a monitoria nessa disciplina possibilitou a visualização de uso de software livre, do rádio e dos recursos oferecidos pela web 2.0 no processo educativo e, além disso, a ampliação do debate a respeito da sociedade da informação e democratização do conhecimento, tendo como foco a questão dos direitos autorais, suas implicações no processo educativo e as novas possibilidades que se abrem para preservar o direito do autor sem cercear a liberdade e a criatividade..

Participação na elaboração de programas de rádio e vídeos sobre a temática.

Produção de páginas wiki e blogues (blogspot e livejournal) sobre a temática.

Licenciamento através de Creative Commons de produtos produzidos pelo GEC.

Referências

<-- @page { margin: 2cm } P { margin-bottom: 0.21cm } -->

FUNDAÇÃO GETÚLIO VARGAS. Estudo sobre o software livre. Rio de Janeiro: Fundação Getúlio Vargas, 2006. Disponível em http://www.iti.gov.br/twiki/pub/Main/Dta/Estudo_FGV.pdf;. Acesso em 17 set. 2007

BRANCO, Marcelo D'Elia. Software Livre na Administração Pública Brasileira. Brasília: Governo Federal, [s.d.]. Disponível em: http://www.dominiopublico.gov.br/download/texto/sl000002.pdf. Acesso em 07 abr.2008.

LEVY, Pierre. Cibercultura. São Paulo : Ed. 34 , 2005. 260 p.

LESSIG, Lawrence. Cultura Livre. Tradução de Fábio Emilio Costa. Brasília: Governo Federal, [s.d.]. Disponível em: http://www.dominiopublico.gov.br/download/texto/qd000001.pdf. Acesso em 07 abr. 2008.

MANTOVANI, Osmar et. al. Conteúdos abertos e compartilhados: novas perspectivas para a educação. Educ.Soc. , Campinas, v. 27, n. 94,2006. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-73302006000100012&lng=pt&nrm=iso. Acesso em: 08 ago. 2007.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. Política e resultados 1995-2002: tecnologias na educação básica. Brasília: Governo Federal, [s.d.]. Disponível em: http://www.dominiopublico.gov.br/download/texto/me000680.pdf. Acesso em 07 abr. 2008.

MONTEIRO, Dilva Martins; RIBEIRO, Victoria Maria Brant; STRUCHINER, Miriam. As tecnologias da informação e da comunicação nas práticas educativas: espaços de interação? Estudo de um fórum virtual. Educ. Soc. , Campinas, v. 28, n. 101,2007.Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-73302007000400009&lng=pt&nrm=iso. Acesso em: 12 mar. 2008.

PINHEIRO, M.A.. Como pensar a cidadania na internet: a questão do acesso e da socialização do conhecimento. [S.l.]: Intercom, 2005. Disponível em: http://hdl.handle.net/1904/18021. Acesso em 20 ago. 2007

PINTO, Evelyn Cristina. Repensando os Commons na Comunicação Científica. 2006. 119 f. Dissertação (Mestrado em Ciência – Área de concentração: ciência da computação) – Instituto de Matemática e Estatística/USP, São Paulo, 2006. Orientador: Prof. Titular Imre Simon. Disponível em: http://clube-oai.incubadora.fapesp.br/portal/dissertacao/dissertacao-final.pdf. Acesso em 26 mar. 2008.

PRETTO, Nelson; SILVEIRA, Sérgio Amadeu da. (Orgs.). Além das redes de comunicação. Porto Alegre: Sulina, [2008?]. No prelo.

PRIMO, Alex. O aspecto relacional das interações na Web 2.0. Salvador, UFBA, 2007. Disponível em: http://www.moodle.ufba.br/file.php/2/convergencia/O_aspecto_relacional_das_intera_es_web2.pdf. Acesso em 06 maio 2008

ROSA, Flávia G. M. Garcia. Acesso e democratização da informação. In: ENCONTRO NACIONAL DE ENSINO E PESQUISA DA INFORMAÇÃO,7.,2007,Salvador. Anais eletrônicos... Salvador: UFBA, 2007. Disponível em: http://www.cinform.ufba.br/7cinform/soac/papers/adicionais/FlaviaRosa.pdf. Acesso em 27 fev. 2008

SILVEIRA, Sérgio Amadeu da. Software livre: A luta pela liberdade do conhecimento. São Paulo: Editora Fundação Perseu Abramo, 2004.

SILVEIRA, Sérgio Amadeu da (org.). Comunicação digital e a construção do commons: redes virais, espectro aberto e as novas possibilidades de regulação. São Paulo: Editora Fundação Perseu Abramo, 2007.

VALOIS FILHO, Djalma. O que é Software Livre? 2004. Disponível em: http://www.gnus.com.br/index.py?a=service&id=1&act=downloads . Acesso em: 18 abr. 2007.

--

GessicaAragao - 25 Aug 2008

 
This site is powered by the TWiki collaboration platformCopyright &© by the contributing authors. All material on this collaboration platform is the property of the contributing authors.
Ideas, requests, problems regarding TWiki? Send feedback