construção coletiva

Projeto integrado de pesquisa UFBA - UNED

Programa CAPES - MECD

Edital CGCI n. 003/2005

10.1 Justificativa e caracterização da linha de pesquisa

Ao longo dos últimos 50 anos a Educação a Distância (EAD) sofreu profundas transformações, passando dos tradicionais métodos de ensino por correpondência, centrados basicamente na utilização de material impresso, para a incorporação das Tecnologias da Infromação e Comunicação (TIC), sofrendo mais radicais mudanças a partir das convergência das novas mídias.

No entanto, observa-se muito intensamente em projetos de diversos países que o ensino virtual tem mantido, ao mesmo tempo, velhos modelos de EAD ao mesmo tempo que novas possibilidades de ensino e aprendizagem são trazidas por estas novas tecnologias, trazendo para o campo da educação novos desafios.

Esses novos desafios do ensino virtual nos levam a pensar em novos conflitos para o sistema educacional e, consequentemente, na busca de novas soluções. Os novos problemas e conflitos estão diretamente relacionados com uma concepção diferente de democracia, cidadania e educação, onde a inclusão social e digital ganham destaque especial e vão ser objeto de estudos priorirários nesta pesquisa.

O presente projeto considera os seguintes eixos:

1- Mudanças das tecnologias digitais no processo de convergência das mídias na educação e as conseqüências para o futuro do ensino. A partir do concentio de convergência passa-se, não mais, a falar de uma mídia ou de outra mas sim de uma nova forma de entender, produzir e de avaliar uma linguagem híbrida, portadora de todos os elementos de cada uma das mídias originais.

2- Novos relacionamentos e novas formas de desenvolvimento social com os usos das tecnologias digitais. Aqui, serão destacados os seguintes aspectos conceituais

2.1 Acessibilidade e desenho para todos. As pessoas com problemas de incapacidade podem ter acesso as novas formas de comunicação e educação a partir de parâmetros específicos no desenho da web e de cursos virtuais. A normativa internacional neste sentido prevê que nos próximos três anos se implemente profundas mudanças para que a maioria das pessoas com dificuldades possam acessar na rede. [Aparici, voce tem esta normativa?!]

2.2. A inclusão socio-digital dos movimentos sociais e setores populares. Aqui, considera-se os aspectos do desenvolvimento e organização de redes para a educação e cultura da cidadania. Serão analisados os diferentes modelos de desenvolvimentos e como a informação está definindo as novas formas de trabalho e de organização. Buscar-se-á identificar as necessidades imediatas dos diferentes grupos no meio urbano e no meio rural, assim também as necessidades de formação em função dos diferentes grupos étnicos, analisando os mecanismos de exclusão que foram histórica e sistematicamente impostos as estes grupos de forma a excluí-los das estruturas econômicas global e local.

3. Consumo e cidadania. Busca-se analisar as formas de consumo educativo, prestando especial atenção às mudanças necessárias para uma formação da cidadania no ciberespaço.

Destacam-se os seguintes aspectos:

3.1. Educação e mercadotecnia. A invasão do mundo privado e das teorias economicistas no sistema público de educação, com especial destaque para o denominado e-learning, que passa a se constituir numa estratégia de mercado frente aos paradigmas de EAD e ensino virtual.

3.2. Novos pontos de imnbricamento entre o ensino público e a cidadania no espaço virtual. Desenvolve-se aqui, o conceito social de ciberespaço e suas novas formas de democracia na e para a educação.

Enfatiza-se a necessidade de uma educação de qualidade para todos os cidadaos, analisando-se as exigências e requisitos dos novos docentes na sociedade do conhecimento uma vez que busca-se o aumwento do númro de alunos nos espaços educativos públicos com a correspondente elevação de qualidade profissional dos docentes.

Analisa-se as necessárias transformações de formação para os docentes que passam a desenvolver projetos de ensino universitário público de qualidade para todos com uso intensico das Tecnologias da Informação. Especial destaque para os novos desenhos de cursos no ciberespaço que passam a ser demandados.

4. Análise das concepções curriculares dos chamados cursos "tradicionais" e presenciais e como essas concepções curriculares estão presentes tanto no ensino presencial como também no ensino virtual. O objetivo aqui é o de realizar um estudo comparativo entre UFBA no Brasil e da UNED na Espanha.

Aspectos em destaque nesta abordagem

4.1. A intersecção da comunicação, tecnologia e educação no currículo é o objeto de estudo e analises para o desenvolvimento de uma construção curricular determinada por uma filosofia de acordo com a justiça social e democracia sem esquecer os princípios de qualidade e eficiência que requerem os princípios da sociedade do conhecimento.

4.2.Neste processo se estuda os novos paradigmas de formação dos professores que tem como fim a inclusão sociodigital e a justiça social no contexto de uma forma de entender a democracia no ensino como um processo de qualidade educativa para todos e todas as pessoas que desejam aceder a uma formação de extensão, graduação ou aperfeiçoamento universitário.

Estes princípios teóricos se verificam em um estudo de campo em cada contexto e uma proposta conjunta com o desenvolvimento de um modelo de ensino virtual democrática. Neste sentido se ofereceram propostas e modelos nos seguintes aspetos:

1- Analises de quem são os excluídos digitais em Brasil e na Espanha;

2- Modelos de inclusão digital no meio urbano e no meio rural. Neste é importante incluir duas experiências: o tabuleiro digital da UFBA e inclusão rural da UFC;

3 - Desenho, produção e avaliação de cursos de acordo com os máximos níveis de interatividade;

4 - Experimentar novos modelos de navegação e de relatos digitais de acordo com as diferentes disciplinas;

Caracterização da linha de pesquisa e os grupos envolvidos

Dois grupos de pesquisa, em dois países com inúmeras diferenças e semelhanças, se aproximam para investigar o Ensino Virtual e a a Formação de Professores com uso inetnsivo de tecnologias da informação e comunicação (TIC).

O grupo de pesquisa Educação e Tecnologias Contemporâneas tem inicio em 1994 na Faculdade de Educação da Universidade Federal da Bahia, coordenado pelo Professor Doutor Nelson De Luca Pretto e, desde o seu inicio, tem como preocupação central estudar a presença das denominadas NTIC (Novas Tecnologias da Informação e Comunicação) na sociedade contemporânea e a suas relações com a educação. O objetivo do grupo é o de investigar e aprofundar o significado pedagógico destes novos recursos tecnológicos, propondo alternativas de incorporação dos mesmos aos processos educacionais, considerando-os como elementos fundamentais e vitais da nova sociedade que se está construindo. Esse grupo tem tido sempre a preocupação de atuar de forma a produzir/socializar conhecimentos, centrado na utilização de redes de comunicação e informação como meio estratégico para a inserção no mundo contemporâneo, tanto no âmbito do ensino e da pesquisa, quanto no da extensão.

O crescimento em todo o mundo do movimento de aproximação entre a educação e a comunicação aliado ao uso intensivo da internet, levou-nos a uma aproximação com o Programa de Pesquisa coordenado pelo Professor Doutor Roberto Aparici, hoje parceiro deste projeto. Essa aproximação foi se materializando ao longo dos últimso anos e, pela primeira vez, em 1999, o professor Pretto participou, em Madrid, como convidado do encontro presencial do Seminário Internacional de Comunicação e Novas Tecnologias, vinculado ao Master da UNED.

A partir daí a colaboração entre os dois professores (Pretto e Aparici) também se intensifica ainda de maneira informal, fazendo o professor Pretto parte da equipe brasileira de colaboradores com o Mestrado em Novas Tecnologias da Informação e Comunicação da UNED. Em abril de 2003, o professor Pretto participa de 13 bancas finais do referido Master, que aconteceram Belo Horizonte/Minas Gerais, onde começou ser gestado um conjunto de projetos e produções conjuntas.

O grupo brasileiro tem desenvolvido intensa produção teórica na busca de uma maior compreensão das políticas e da práxis pedagógica, com um número significativo de publicações, dissertações e teses, além de coordenar a implantação da Biblioteca Virtual de Educação a Distância, parte do Programa PROSSIGA/CNPq.

O grupo da UNED possui uma larga experiência no desenvolvimento de programas, em nível de mestrado e doutorado, além de outros importantes projetos com intenso uso da educação aberta, o que viabiliza para ambas as partes envolvidas no projeto de cooperação, o estabelecimento de um forte relacionamento horizontal, com ganhos para ambas os grupos e para ambos os países.

Mais recentemente, estão sendo desenvolvidas ações de caráter propositivo pela Faculdade de Educação da UFBA, com intensa participação do grupo de pesquisa Educação, Comunicação e Tecnologias Contemporâneas, visando implementar um Programa de Formação Continuada em nível Superior para os professores dos Municípios de Salvador e Irecê/Bahia, em parceria com as Prefeituras Municipais de Salvador e de Irecê/Bahia. A equipe de pesquisadores da UNED acompanhará esse projeto e a equipe de pesquisadores brasileiros acompanhará os programas de formação continuada em desenvolvimento pelo Mestrado em Novas Tecnologias da Informação e da Comunicação, do programa de doutorado em Educação a Distância e das pesquisas em torno da imagem na educação.

10.2 Fundamentação teórica

10.3 Objetivo

10.4 Metodologia

10.5 Descrição das metas de formação e capacitação almejadas e das ações para atingi-las

10.6 Especificação da infra-estrutura disponível e das contrapartidas oferecidas pela equipe proponente

infra estrutura de rede internet

infra esttrura de comunicação (produtora de vídeo e rádio web)

espaço para pesquisadores

bilbioteca da faced e da ufba

10.7 Identificação das linhas de atuação na área pretendida, após o término do projeto

10.8 Cronograma de implementação de bolsas de estudos e missões de trabalho ressaltando a vinculação dos candidatos nas áreas temáticas de pesquisa do projeto

10.9 Orçamento (plano de aplicação dos recursos)

10.10 Currículos resumidos de todos os membros das equipes brasileira estrangeira

Simone de Lucena Ferreira - Doutoranda em Educação (UFBA); Mestre em Educação (UFSC);Especialista em Aplicação Pedagógica dos Computadores (UCSal);Pedagoga (UNEB). Professora do Núcleo de Tecnologia Educacional - NTE2; Professora da Faculdade Hélio Rocha. Membro do Grupo de Pesquisa Educação, Comunicação e Tencologias (CNPq).

10.11 Justificar a pertinência da parceria com a equipe espanhola, podendo também haver a co-participação de outras equipes num mesmo projeto, caracterizando, assim, cooperação em rede ou associada

10.12 Apresentar a aprovação da Pró-Reitoria de Pós-Graduação da IES, apontando o interesse institucional no projeto; no caso de projeto em rede ou associado deve haver também a aprovação da Pró-Reitoria da IES co-participante e ser apresentado pela Coordenação de Pós-Graduação de Cursos (CPGC).

[ ] minuta da carta de aprovação da PRPPG UFBA

[ ] se entrar a UFCE = minuta de carta de aprovação da Pró-Reitoria, apresentado pela Coordenação de Pós-Graduação de Cursos (CPGC). Ver com Herminio a assinatura

Sobras

*Desenhos de cursos virtuais no Brasil e na Espanha;

*Analisar os cursos virtuais oferencidos oferencidos por empresas privadas, que não visam a construção de cidadania e sim a formação de consumidores, e cursos de instituições públicas que estão preocupadas com a formação dos sujeitos;

*Analisar a interatividade proporcionada nos cursos virtuais oferecidos no Brasil e na Espanha;

*Avaliar o grau de satisfação dos alunos dos cursos virtuais oferecidos no Brasil e na Espanha.

Contatos Espanha

Pro Retore: Professor Angeles

Vice Retores UNED

-- NelsonPretto - 19 May 2005

Página Inicial
Editar Anexar Versões Mais...
Projeto Software Livre - Bahia
TableLess - Coerência, Simplicidade e Acessibilidade no código HTML TWiki - Ambiente Web Colaborativo %btXHTMLok% %btCSSok%
ultima revisão: r9 - 24 May 2005 - 23:16:44 - NelsonPretto?     |     Copyleft Faced-UFBA